Sergio Olive

Maestro e tecladista da SIBRA. Músico formado em Buenos Aires, Argentina, trabalha como compositor, pianista, multi-instrumentista, regente, arranjador e professor. Além de concertos, shows e aulas, produz em estúdio próprio trilhas para cinema, teatro e TV.

Milene Levenzon Unikowski

Chazanit e responsável pela preparação musical de Bnei Mitzvá. Durante três anos cursou a escola de Chazanut do Seminario Rabinico Latinoamericano, em Buenos Aires e tem experiência comunitária na área.  Pedagoga, atua na área de educação há mais de 10 anos. É Morá de Educação Infantil do Colégio Israelita Brasileiro.

Ricardo Faertes 

Nascido em São Paulo, tem origem sefaradi pelo pai (seu sobrenome original é Fuertes) e ashkenazi pela mãe (Axelrod). Formado em Geologia e Publicidade (UFRGS). Exerceu sua primeira profissão como Geólogo de plataformas de petróleo, na Petrobrás, e em controle ambiental, no município de Porto Alegre. Vinculou-se à Assessoria de Relações Públicas da Câmara Municipal, onde se aposentou. Concluiu cursos de Corretor e Avaliador de Imóveis, atuando atualmente como Consultor Imobiliário. A música acompanha sua vida. É fundador do Conjunto Lechaim, em atividade desde 1993, onde atua como cantor, sendo responsável por diversos roteiros de shows levados  muitos palcos do Brasil e exterior. Membro efetivo da equipe litúrgica da SIBRA de novembro de 2005 a novembro de 2016, participando de inúmeras cerimônias de Bnei Mitzvá, casamentos e todos os demais eventos da sinagoga. Tem melodias compostas para o Shabat que ainda hoje compõem o acervo litúrgico. É autor de letras de músicas do repertório do Lechaim, e foi vencedor do I Festival Latinoamerico de Música Judaica (1999). É um dos autores do Hino do Colégio Israelita Brasileiro.

Francis Padilha

O barítono Francis Padilha, graduou-se em Canto em dezembro de 2005 e em Regência Coral em agosto de 2009 na UFRGS. Participou de Master Classes com os professores Uwe Paul Lohse (Alemanha) Stephen Smith (Estados Unidos), Raquel Pierotti (Espanha), Neide Thomas e Rio Novelo (Brasl), Mazias de Oliveira (Estados Unidos), Luiza Gianinni (Itália), Juremir Vieira (Brasil) e Eiko Senda (Japão). Foi professor convidado para as classes de técnica vocal nos Painéis de Regência Coral da Federação de Coros do Rio Grande do Sul (Fecors), no Festival de Inverno de Londrina (Paraná) e no Laboratório Coral de Itajubá (Minas Gerais). Francis tem cantado com as orquestras do estado do Rio Grande do Sul diversas obras, inclusive musicais, óperas de bolso e música de câmara para salas de concerto e teatro. Trabalha como regente e preparador vocal desde 1999. Atuou e fez orientação vocal dos musicais O Linguiceiro da Rua do Arvoredo e Saltimbancos. O barítono ainda preparou vocalmente os musicais Lupicínio Rodrigues e Corcunda de Notre Dame e as peças Ayê, Night Club e Terra do Nunca II. Em abril de 2011, ganhou o Prêmio Júri Popular e o 3º lugar masculino no Concurso Internacional de canto Bidu Sayão e, no ano de 2014, foi professor de voz na Casa de Teatro de Porto Alegre. Francis é o regente do Coral Zemer (Naamat Pioneiras).